segunda-feira, 21 de julho de 2014

F*****

Sou Hetero.
No entanto amo as mulheres. Amo a sua versatilidade, maneira de ser, como sou mulher, sei o dificil que é ser uma, então admiro as mulheres, e quando alguma se consegue destacar na multidão nunca é por ser "a mais bonita" ou "a mais vaidosa" , mas geralmente por ir contra as regras, por nadar contra a maré, por se reger ainda por principios que a maior parte da sociedade considera ultrapassados, e eu valorizo.
Por vezes acho que ser hetero é uma chatice. Os homens têm sorte de serem amados e desejados por criaturas tão perfeitas e polivalentes como as mulheres.
Complexas sim. 
Obvio que existem excepções. Há as ratinhas de pinhal. As baratinhas de alguidar. As coisitas sem sal.
Mas até essas, se quiserem, um dia se tornam mulheres plenas. Dão a elas próprias uns valentes estalos na cara para por cores no rosto, desgrenham o cabelo para ter um ar mais selvagem, rasgam a camisa para que nasça nelas algo(ainda que artificial)sensual e partem para a guerra.
A sensualidade dorme dentro de cada mulher.
Hiberna em algumas.
Jaz noutras.
Infelizmente e por muito felizes que pensem ser, a sensualidade jaz nos corpos de muitas meninas que se pensam bem f******. 
E está viva em muitas mulheres sós.
As mulheres são soberanas.
Quem pensa o contrário , é porque ainda não deu com uma mulher inteligente.
E uma mulher inteligente pode conquistar o Mundo.


5 comentários:

  1. Um texto muito interesante e intenso. Acho que cada mulher deve ser amada e respeitada e acho que isso não quer so dizer beijos e flores. Por vezes gostamos de acção, gostamos de nos sentir sexy's e que saia a fera que ha entre nos. Por isso ja diz aquele ditado: "Homem que diz que lugar da mulher na cozinha, é porque não sabe o que fazer com ela na cama"

    ResponderEliminar
  2. Estou rendida a este cantinho (sem surpresas...) parabéns linda, muitos parabéns!!!

    ResponderEliminar
  3. "Não se nasce mulher: torna-se."

    Autor - Beauvoir , Simone de

    ResponderEliminar